Artistas de Itabaiana pedem ao Governo espaço cultural e centro de referência LGBT

Os artistas e produtores culturais de Itabaiana participaram ontem, (3/6) da audiência pública do Orçamento Democrático em Itabaiana/PB, na sede da Associação Atlética Banco do Brasil, com a presença do governador Ricardo Coutinho e secretários de Estado. O ativista dos direitos humanos José Walmir Ferreira (foto) foi o porta-voz do movimento cultural da cidade, falando em nome do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, Associação Gayrreiros do Vale, Blog Itabaiana Hoje, Sociedade Amigos da Rainha do Vale do Paraíba, Loja Maçônica Duque de Caxias, Nº 14, associações de bandas e fanfarras, Associação Itabaianense da Comunidade Afro-Brasileira, Associação da Melhor Idade Vovó Maria, Associação Cultural Memória Viva, Grupo Hip Hop Império das Ruas, Conselho Tutelar de Itabaiana, Grupo de Dança Meninas do Rio e Rádio Comunitária Rainha.
 
O movimento encaminhou documento ao Governador Ricardo Coutinho pedindo a instalação de um centro cultural onde funcionariam os segmentos de teatro, cinema, galeria de artes, museu regional, música, artesanato, literatura, folclore, fotografia, áudio visual e dança. As instalações seriam no prédio do antigo moinho (medindo aproximadamente 150x50 m de área construída) localizado na Avenida Antônio Batista Santiago, S\N, centro - ao lado do prédio do INSS, o qual pertence ao Governo do Estado da Paraíba/SINEP, estando atualmente desocupado e ocioso ao serviço público.
 
Em nome do Conselho Tutelar, foi solicitada a construção de uma casa de passagem para crianças em situação de risco social. Também no que se refere ao atendimento às minorias, as entidades apóiam a instalação de delegacia especializada no atendimento a vítimas de crimes homofóbicos e centro de referência para a clientela LGBT do vale do Paraíba.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E-book grátis de precificação de artesanato!